TRANSGÊNICO OU TRANSGÊNERO?

Autores:  Estevão Alan Vieira,  Letícia Jordão Marques de Oliveira,  

Sr. Chico cria rãs desde a década de 90 em um tanque escavado na terra, em seu sítio localizado no município de Matão-SP. Aos arredores não existe ração própria para rãs e por isso elas são alimentadas com milho, que ele sempre comprou do vizinho Sr. Emanuel.

Esse ano, infelizmente, o Sr. Emanuel encareceu o preço do milho, pois pretende juntar dinheiro para pagar o casamento da filha. Sr. Chico, preocupado com aumento do custo da criação, resolveu ligar para seu primo João que vive na capital e pedir conselhos:

-Alô, Jão?  Aqui é o Chico, seu primo de Matão!

-Oi Chico! Fala primo! Está tudo bem?

-Está sim primo, mas estou tendo uns problemas aqui com o milho das minhas rãs. Você tem tempo para conversar agora?

-Claro! Me conta o que aconteceu com o milho.

-O Manuel anda louco atrás de dinheiro e subiu muito o preço. Não vou mais dar conta de comprar dele sem ter prejuízo na minha criação. O que você acha que eu devo fazer primo?

-Humm... Aumentar o preço do quilo das rãs?

-Acho que isso dá certo não, vou perder cliente.

-E se você produzir seu próprio milho?

-Mas não vai demorar muito pra crescer uma plantação aqui?

-Planta milho transgênico! Cresce muito mais rápido.

-Trans o que Jão?! Não sei mexer com essas coisas não, milho assim não deve prestar.

-Calma, primo! – disse João gargalhando- Faz assim, eu posso te visitar esse final de semana no sítio, aí eu te explico melhor e te ajudo a começar!

O encontro dos primos foi produtivo e Sr. Chico acabou acatando a ideia do milho transgênico. No mês seguinte, Sr. Chico começou a usar herbicidas “mais fortes”, pois queria acelerar sua produção e garantir que as ervas daninhas não o prejudicasse.

Tudo vai bem por um tempo até que... a população de rãs começa a diminuir!

Sr. Chico, em desespero, examina com cuidado o tanque para quantificar as rãs mortas. Contudo, vê que o problema não foi um aumento na mortalidade, e sim uma queda na procriação. Na mesma tarde, liga aos prantos para o primo João:

-Jão me ajuda!!! O milho trans, está acabando com minhas rãs!!! E agora?

-Elas morreram? - Perguntou João surpreso.

-Não, mas não estão mais procriando. As rãs viraram trans igual o milho!

-Trans... gênico? Ou transgênero?

-Eu não entendo dessas coisas não, mas minha mulher me falou que viu na novela.

João inconformado com a situação tenta consolar o primo:

-Chico, vamos fazer o seguinte, você sabe que o Júnior está estudando química na universidade, né? Então... Ele comentou comigo que está cursando disciplinas de Bioquímica... resíduos, solos, água ....Vou pedir pra ele nos auxiliar a desvendar esse mistério.

João conversou com o filho, explicou-lhe detalhadamente o ocorrido e pediu-lhe:

-Filho, por favor, me ajude a solucionar esse mistério. Analise tudo o que eu te disse e faça uma pesquisa aprofundada sobre o tema. Preciso dar um retorno para o Chico. Sei que ele não entenderá muita coisa, mas eu também fiquei intrigado com o ocorrido.

-Claro pai, pode deixar comigo. Vai até me ajudar em um trabalho que tenho que entregar na Universidade. Vou fazer uma revisão bibliográfica sobre a possível causa.

 

Coloque-se no lugar de Júnior, proponha pelo menos duas causas viáveis para a diminuição da população de rãs de Sr. Chico e defenda uma delas com argumentos fundamentados em dados da literatura.

 

Estudo de Caso acessado 68 vezes desde 28/09/18

 

Material Complementar e Soluções para o Caso

O presente material contém 3 arquivos em PDF:

- o caso para impressão no formato A4;

- o texto completo (contendo tópicos como: as fontes de inspiração, a teoria, os conceitos/habilidades/atitudes que se pretende contemplar a partir da aplicação do caso, as etapas sugeridas para a aplicação em sala de aula, as questões sugeridas para discussão e as soluções possíveis para o caso);

- a apresentação em Data-Show do caso e suas soluções.

Acessar Material Complementar