GÊMEOS, GENÉRICOS, QUIRAIS - SÃO MESMO TODOS IGUAIS?

Autores:  Leonardo Diório Lordello,  Rafael Mafra de Paula Dias,  

A pacata cidade de Polarândia, no interior do estado de MG, nunca esteve tão agitada após a chegada de uma indústria farmacêutica de genéricos de pequeno porte no último ano. A empresa denominada (R)-(S) Medicamentus é de dois irmãos gêmeos muito queridos na cidade: Ronivan e Sulivan - filhos do prefeito da cidade.

Na inauguração, o prefeito “seu Cadinho” tava era feliz demais da conta; afinal, além do sucesso dos minino, um sonho antigo se realizara: químico de formação, sempre teve o sonho de abrir uma empresa de fármacos. E tamanha alegria não estava apenas nos donos da mesma, a empatia pelos irmãos e pelo prefeito aumentou ainda mais após a contratação de várias famílias da cidade e pela considerável redução de preços na venda de importantes fármacos utilizados na região.

Entretanto, alguns meses após a instalação da empresa, no pequeno hospital da cidade a Dra. Ester tem recebido algumas reclamações de vários pacientes:

Seu Zé: - Ôh Dotôra, eu tomo os remédio sim, mas num tem passado as dore... Além disso, ainda tenho visto uns trem estranho na minha janela, no chã da sala e nas parêde! ...

Seu Firmino: - Ah Dotôra, tein notado umas diferença sim, as dore das artrite cuntinua, e comecei a ter uns enjôo, perda de apetite e até perda de vontade de tratá das galinha...

Cumade Maria: - Pois é Dotôra, acho que as tosse piorando e nem to enxergando direito mais... O que será isso Dotôra? ...

Tais fatos estavam deixando Dra. Ester muito preocupada. Era intrigante como vários pacientes que estavam se medicando regularmente começaram a apresentar efeitos colaterais indesejados há poucos meses.

As suspeitas caíram sobre o hospital: alimentação, higienização e, claro, os medicamentos utilizados. Vasculhando um pouco mais, Dra Ester descobriu que os principais fármacos genéricos utilizados no hospital eram provenientes da empresa (R)-(S) Medicamentus: Ketamina, Penicilamina, Etambutol – e que foram adquiridos recentemente pelo hospital a um preço bem abaixo da média. Apesar da suspeita ser grande, Dra. Ester tinha que lidar com grande cautela sobre o assunto, pois a empresa era dos seus sobrinhos (afinal, em cidade pequena todo mundo é parente!) e seu irmão (o “seu Cadinho”) fora o responsável pela venda dos fármacos.

Aflita, Dra Ester ligou para um de seus filhos que era estudante de graduação em Química na USP em São Carlos e, entre outros assuntos, contou-lhe o dilema:

- Pois é meu filho, estou sem saber o que fazer! Tenho grandes suspeitas que a causa disso possa ser dos medicamentos dos seus primos, mas como dizer isso a eles? E se for algo parecido com aquele caso da Talidomida... Será que é possível? O que você acha?

- Mãe, entendo que seja uma situação difícil... Para piorar, nas conversas com os primos, me lembro de uma no qual o Ronivan, que é o responsável na empresa pela compra da matéria prima, dizia que tinha conseguido tal material de maneira muito barata! Isso deixava Sulivan muito apreensivo e irritado, mas ele acreditava no irmão... Tenho uma ideia: como estarei em casa por duas semanas, entrarei em contato com meus primos e falarei com eles sobre a possibilidade de alguns amigos e eu estagiarmos nesse tempo na empresa, como parte do trabalho de conclusão do curso. Dessa forma, tentamos descobrir algo mais a fundo e, caso haja irregularidade envolvendo matéria prima ou algum processo, falarei com eles para que possam resolver o mais rápido possível...

Você faz parte do grupo que, juntamente com o filho da Dra. Ester, vai estagiar na empresa e tentar descobrir qual a causa do problema envolvendo os compostos acima citados. Posteriormente, proponham alternativas para a resolução do mesmo.

 

Estudo de Caso acessado 5541 vezes desde 25/04/13

 

Material Complementar e Soluções para o Caso

O presente material contém 3 arquivos em PDF:

- o caso para impressão no formato A4;

- o texto completo (contendo tópicos como: as fontes de inspiração, a teoria, os conceitos/habilidades/atitudes que se pretende contemplar a partir da aplicação do caso, as etapas sugeridas para a aplicação em sala de aula, as questões sugeridas para discussão e as soluções possíveis para o caso);

- a apresentação em Data-Show do caso e suas soluções.

Acessar Material Complementar