O RETRATO DE SUZANNE BLOCH

Autores:  Elton Fabrino Fatareli,  

No dia 10 de maio de 2009 foi noticiado pelos mais diversos meios de comunicação o roubo de obras de arte em uma mansão dos Jardins, região nobre da capital paulista, dentre as quais as telas "Cangaceiro" e "Retrato de Maria" do pintor Cândido Portinari.

Três dias após o ocorrido, ao ouvir a entrevista do filho do pintor, João Cândido Portinari, a um telejornal, o Senhor Henry Godman demonstrou uma enorme preocupação. A declaração responsável por tal inquietação foi a seguinte:

"Nós temos o catálogo da obra completa de Portinari, que publicamos em 2004. Então, imediatamente, é possível identificar as obras registradas".

João Cândido disse também que, anos atrás, existiam dois tipos de perícia para confirmar a autenticidade das obras: "Uma delas se examina o pigmento das tintas, o suporte das telas e através de exames físicos/químicos. A outra é o olho do perito, uma pessoa que estudou longamente a obra daquele artista e pode identificar na maioria dos casos." Nos casos de obras roubadas, no entanto, ele diz que já existe outro meio de confirmação da autenticidade: "Há um colega nosso, que é físico na PUC do Rio de Janeiro, que inventou uma metodologia com imagens magnéticas. Ele usa o magnetismo que é contido nas tintas, faz uma imagem magnética da obra. Comparando a imagem magnética do original com a imagem magnética dessa obra que retorna, a probabilidade que coincidam, caso seja um falso, é praticamente zero." E ainda concluiu: "A pessoa que vai comprar irá procurar saber qual é a origem."

O Senhor Godman, um simpático professor universitário aposentado, sempre foi apaixonado pelas artes, principalmente pela pintura. Após uma vida inteira dedicada aos ensinamentos da arte, obteve a aposentadoria há dois anos e conseguiu, enfim, realizar seu maior sonho, adquirir uma tela do pintor espanhol Pablo Picasso.

O quadro "O Retrato de Suzanne Bloch", conquistado com as economias de uma vida inteira e com a venda de algumas propriedades da família, foi adquirido de marchand carioca em 2007. O motivo da preocupação do Senhor Godman consistia no fato de que ele possuía apenas um certificado assinado pelo marchand, que garantiria a autenticidade da obra.

Após assistir a entrevista, o Senhor Godman imediatamente ligou para um grande amigo, o Senhor Daniel Facchi, pesquisador da área de química forense da universidade na qual havia se aposentado (Universidade de São Paulo, campus de Ribeirão Preto), com o objetivo de buscar ajuda e eliminar sua dúvida a respeito da autenticidade do seu quadro. O Senhor Facchi, atendendo ao pedido de socorro de seu velho amigo, coloca seu grupo de pesquisa a trabalhar no caso.

Vocês fazem parte do grupo de pesquisa do Senhor Facchi e precisam propor métodos e técnicas que permitam identificar a autenticidade do quadro do Senhor Godman, destacando suas principais vantagens.

 

Estudo de Caso acessado 7590 vezes desde 15/12/12

 

Material Complementar e Soluções para o Caso

O presente material contém 3 arquivos em PDF:

- o caso para impressão no formato A4;

- o texto completo (contendo tópicos como: as fontes de inspiração, a teoria, os conceitos/habilidades/atitudes que se pretende contemplar a partir da aplicação do caso, as etapas sugeridas para a aplicação em sala de aula, as questões sugeridas para discussão e as soluções possíveis para o caso);

- a apresentação em Data-Show do caso e suas soluções.

Acessar Material Complementar